05.05.19

Nessa segunda (06/05) acontece o Met Gala, com o tema Camp, e Lupita Nyong’o além de convidada também foi selecionada para estar no comitê do evento, por isso se espera muito do look que será usado pela atriz.

A stylist de Lupita, Micaela Erlanger, falou para o FootWear News sobre como foi escolher a roupa e do processo colaborativo entre as duas: “Eu tive meses para trabalhar nisso. É muito colaborativo. Lupita foi convidada por um designer para ser vestida por eles e sentar em suas respectivas mesas. Seu visual é feito sob medida da cabeça aos pés. Nós olhamos em algum lugar entre 10 e 20 esboços, e finalmente, nós nos estabelecemos em um. Lupita está tão confiante e confortável no tapete vermelho. Ela abraça todas as oportunidades de ir para ela e se divertir. Quando decidimos sobre este esboço, ela estava muito envolvida. É definitivamente uma partida de qualquer coisa que fizemos no passado. Vai ser perfeitamente adequado para ela.

O Met Gala acontece amanhã (06) e faremos a cobertura completa em nossas redes sociais.

04.05.19

Na quinta-feira, Lupita Nyong’o, Mélanie Laurent e Maria Shriver participaram com líderes de impacto social e investidores de todo o mundo da Cartier Women’s Initiative Awards, em São Francisco. Os participantes do evento, que teve um tema de Women #DrivingChange e The Ripple Effect, também incluíram bolsistas da Fulbright e membros da administração Obama.

Para o programa, a Cartier seleciona sete mulheres empresárias de um campo de 21 finalistas (três de sete regiões do mundo), com um prêmio de US $ 100.000 em financiamento para cada vencedora. Este ano, todos os sete vencedores foram mulheres negras, com produtos e serviços que vão desde o treinamento de cidadãos seniores coreanos para ensinar seu idioma on-line a fornecer carvão limpo para as famílias, a partir de um programa em Nairobi.

Em um painel com o CEO da Cartier, Cyrille Vigneron, moderado pela co-fundadora da Clique Brands, Hillary Kerr, Nyong’o falou sobre o poder de usar a narrativa para mudar a vida das mulheres. Mencionando como ela cresceu no Quênia perto de duas irmãs, uma de pele escura como ela e uma que tem albinismo, Nyong’o observou como isso a ensinou sobre seus próprios preconceitos, não tendo certeza sobre a irmã albina e tendendo mais a passar tempo com a outra irmã. Nyong’o subseqüentemente fez o documentário de 2009 “In My Genes” sobre o albinismo, que por sua vez mostrou ao governo de seu país como melhor servir a população albina, que é discriminada em contratar e cuidar da saúde, entre outras coisas.

Hollywood também precisa melhorar a diversidade, enfatizou Nyong’o, observando que as pessoas que distribuem filmes deveriam refletir nossa população e citando a pesquisa da USC Annenberg Inclusion Initiative que 78% dos críticos de cinema são homens e brancos, enquanto apenas 14% são negros.

Quanto à narração de histórias, as pessoas na indústria do entretenimento dizem que “querem uma história mais universal, que é o código para o branco, é tão importante quebrar isso”, disse Nyong’o. “Com a diversidade na narrativa (os corpos à frente a câmera e os corpos atrás da câmera) é tão importante que eles refletem o mundo em que estamos vivendo. O que isso faz é encorajar as gerações mais jovens que podem ter um pressentimento para que algo continue e faça isso, porque ele vem com uma recompensa Eu acho que é uma maneira poderosa de nos mover na direção que queremos entrar. É importante, no mundo dos prêmios, que o barômetro que mede valor, e essas pessoas, tenham uma perspectiva diversificada.

Ela continuou: “Quando você investe em especificidade, é quando você realmente captura a universalidade. Podemos combater preconceitos de gênero em um nível macro e também podemos fazê-lo em um nível micro e é aí que a história existe – mostrando realmente a nuança de um experiência da pessoa e, ao fazê-lo, você captura uma humanidade maior ”.

Texto Traduzido Por Equipe Lupita Nyong’o Brasil

Texto Original: The Hollywood Reporter

03.05.19

A Universal Pictures venceu um leilão de uma comédia de ficção científica que é um veículo da estrela de Lupita Nyong’o, que fará uma nova equipe com os diretores por trás de Little Monsters, o filme de Sundance que foi vendido para a NEON e Hulu. Abe Forsythe está escrevendo o roteiro e dirigindo. Nyong’o irá produzir com Bruna Papandrea, Jodi Matterson e Steve Hutensky do Made Up Stories. Emil Stern, Sigmund Stern e Jeanne Snow serão produtores executivos.

O projeto foi lançado como Miss Universo – que não é seu título oficial – e as fontes descrevem como Men In Black encontra Miss Simpatia.

Forsythe é o cineasta australiano que também escreveu e dirigiu Down Under. Já vencedora do Oscar por seu filme 12 Years A Slave, Nyong’o elevou muito sua estrela recentemente, com giros elétricos em Us da Universal, dirigido por Jordan Peele, e o blockbuster da Marvel, dirigido por Ryan Coogler, Black Panther. Ela tem vários projetos acelerados, incluindo o remake de John Woo de The Killer e 355, o thriller de espionagem internacional da Universal e FilmNation que Simon Kinberg dirige, com Nyong’o estrelando ao lado de Jessica Chastain, Penélope Cruz, Marion Cotillard e Bingbing Fan.

Texto Traduzido por Equipe Lupita Nyong’o Brasil

Texto Original de Deadline

29.04.19

Como milhões de outras pessoas, Lupita Nyong’o passou parte de seu domingo pensando em “Game of Thrones“. Ao contrário da maioria dos outros fãs do drama da HBO, ela tem algumas idéias de como os White Walkers do programa se compararam com os Tethered de “Us”, em que a vencedora do Oscar estrela como uma mãe de dois modos e sua doppelgänger.

Nyong’o comparou e contrastou os dois tipos diferentes de vilões em um tópico no Twitter. Veja o que ela criou em termos de semelhanças:

  1. Eles vêm em silêncio, mas não em paz
  2. Eles não param até matarem
  3. Eles usam cores de blocos
  4. Eles têm uma arma de assinatura
  5. Seu olhar mortal faz metade do trabalho
  6. Seus líderes poderiam usar algum domador de olheiras
  7. Todos eles poderiam usar um copo de água e melhores opções alimentares.

E depois listou as diferenças:

#TheTethered não envia Save-The-Dates – eles fazem visitas surpresa #TheTethered: Sobre incendeiam #WhiteWalkers: Sobre gostam de gelo #TheTethered: amigos da PETA #WhiteWalkers: não tanto

Texto Adaptado e Traduzido por Equipe Lupita Nyong’o Brasil

Parte do Texto retirada de: IndieWire

28.04.19

Ela estrelou sucessos consecutivos Black Panther e Us e domina o tapete vermelho como um trendsetter. Mas esse não foi sempre o caso da vencedora do Oscar, Lupita Nyong’o.

Quando criança, “eu era um moleque!”, Insiste a atriz no Beautiful Issue deste ano, onde ela é nomeada a Beleza do Ano. “Meus pais não enfatizaram as normas de gênero. Eu adorava subir em árvores e ficar suja lá fora. Eu também gostava de brincar com a minha família – eu ainda gosto!

A estrela queniano-mexicana, 36 anos, também tem alguns conselhos para o seu eu de 15 anos: “Eu diria a ela para dançar como se ninguém estivesse assistindo, desfrute do tédio enquanto ela puder e continue a defender aquilo em que ela acredita” Nyong’o diz. “Eu também diria a ela para ouvir sua mãe e se hidratar!

Quanto ao seu atual regime de beleza, Nyong’o prefere mantê-lo simples quando ela não está na câmera. “Eu realmente aprecio aproveitar a oportunidade para deixar minha pele respirar“, acrescenta ela. “Adoro um bom hidratante ou óleo facial, um delineador, uma aplicação leve de um rímel alongado e uma mancha de lábio hidratante.

A atriz aperfeiçoou o que funciona melhor quando se trata de sua pele. “Eu hidrato, faço exercícios e priorizo meu sono“, diz Nyong’o. “Manteiga de karité faz maravilhas para minha pele e cabelo. Sem truques ou atalhos reais, infelizmente, apenas a tentativa e a verdadeira diligência. Eu nunca vou dormir com maquiagem. Eu uso óleo de abacate para tirar minha maquiagem. E eu uso uma máscara hidratante Lancôme Genifique pelo menos uma vez por semana.

Quando se trata de envelhecimento, Nyong’o sabe exatamente que tipo de “velha senhora” ela espera ser: “Uma teimosa, com certeza!”, Ela diz. “Espero que alguém que esteja confortável em sua pele e corpo envelhecidos, cercado por familiares e amigos que viveram – e ainda estão vivendo – uma vida plena e gratificante.

Texto Traduzido Por: Equipe Lupita Nyong’o Brasil

Texto Original: People

25.04.19

Você que assistiu ao filme Nós, segundo terror do diretor Jordan Peele (que está em cartaz nos cinemas), sabe que Lupita Nyongo’o está excepcional na pele das personagens Adelaide e Red. Além do talento da atriz vencedora do Oscar, esse trabalho exigiu bastante preparo.

No final do ano passado, Peele contou ao site Entertainment Weekly que montou uma lista com 10 filmes de terror e pediu para que Nyongo’ os assistisse antes das gravações do filme.

Seu objetivo era criar uma linguagem compartilhada entre os dois e orientá-la sobre as influências e clima que ele havia planejado para o novo filme.

A lista reúne clássicos como Os Pássaros(1963) e O Iluminado (1980), títulos contemporâneos, como O Babadook (2014) e produções que entraram para o imaginário pop do gênero, caso de O Sexto Sentido (1999). Com as discussões que o filme tem provocado, esses filmes ganham ainda mais força.

Veja a lista completa abaixo:

1) Voltar a Morrer (1991)

2) O Iluminado (1980)

3) O Babadook (2014)

4) Corrente do Mal (2014)

5) Medo (2003)

6) Os Pássaros (1963)

7) Violência Gratuita (1997)

8) Mártires (2016)

9) Deixa Ela Entrar (2008)

10) O Sexto Sentido (1999)

Nós é o segundo longa-metragem dirigido por Jordan Peele, ganhador do Oscar de melhor roteiro original por Corra!. O filme foi lançado em março e arrecadou US$ 71 milhões em bilheteria no fim de semana de estreia, tornando-se o filme de terror com o maior lançamento da História.

Repleta de simbolismo, a trama acompanha o casal Adelaide e Gabe (Winston Duke), que vai passar as férias com os dois filhos em uma casa de praia, mas acaba enfrentando situações de terror quando clones macabros deles mesmos surgem para ameaçá-los.

Os atores Tim Heidecker, Elisabeth Moss, Yahya Abdul-Mateen II, Shadi Wright Joseph, Evan Alex, Madison Curry, Cali Sheldon e Noelle Sheldon completam o elenco.

Texto Postado no site: HuffPost Brasil



Site status
Nome: Lupita Nyong'o Brasil
URL: https://lupitanyongo.com.br
Websmater: João Victor
Redes Sociais: TWITTER | INSTAGRAM
Online: 02 pessoa(s)

O Lupita Nyong'o Brasil não tem nenhum contato com a atriz ou parentes/assessores de imprensa da atriz Lupita. Somos apenas um fansite com intúito de informar os fãs sobre ela, sem fins lucrativos. Caso alguma informação/conteúdo seja retirado do site, por favor, dar os devidos créditos.
Foto Destaque