11.06.19

A atriz brasileira Zezé Motta fechou contrato para fazer a narração em português de Serengeti, série documental da BBC, que será exibida pelo Discovery Channel. Em inglês a narração será feita por Lupita Nyong’o.

O Parque Nacional do Serengeti é patrimônio da humanidade consagrado pela Unesco, uma das áreas mais incríveis do Continente Africano para a observação da vida animal, localizado entre o norte da Tanzânia e o sudoeste do Quênia.

É uma região de abundância, onde vida e morte se encontram: rotas da maior migração do planeta, as planícies são palco de batalhas pela sobrevivência.

Terra de leões, leopardos, crocodilos, hienas, gnus, zebras, elefantes, girafas, e também dos guerreiros Masai. Os seis episódios de “Serengeti” foram filmados em dois anos, utilizando recursos de última geração na captação de imagens da vida selvagem, incluindo drones.

11.06.19

Sarah Paulson entrevistou Rihanna para a Interview Magazine, e falou sobre um acontecimento com Lupita Nyong’o no Met Gala.

Já te contei a história de Lupita e eu no Met Ball? Nós estávamos na escada indo até o topo, e pensávamos: “Ninguém está tirando nossa foto. Ninguém está tirando nossa foto.” Então olhamos para a esquerda, e você estava acima de Lupita, e Madonna estava atrás de mim, e nós duas ficamos tipo “Bem, se eu vou ser ignorada por causa de Madonna e Rihanna, eu acho que posso viver com isso.

04.06.19

Após Marion Cotillard decidir abandonar o projeto, Diane Kruger entrou para o elenco de 355, ela co-estrelará o filme com Lupita Nyong’o, Jessica Chastain, Penelope Cruz e Fan Bingbing.

O longa conta a história de espiãs de agências internacionais ao redor do mundo. Essas mulheres devem se unir, superando suas suspeitas e conflitos, para usar todos os seus talentos e treinamentos para impedir que ocorra um evento que poderia empurrar nosso mundo em caos. Ao longo do caminho, essas estranhas e inimigas se tornam camaradas e amigas, e uma nova facção é formada – codinome “355” (um nome que eles adotam da primeira espiã feminina na Revolução Americana). Sebastian Stan e Edgar Ramirez também co-estrelam.

Estou tão extasiado por ter uma atriz de seu calibre para completar esse elenco extraordinário“, disse Kinberg.

O filme começará a ser gravado ainda esse mês na Inglaterra.

25.05.19

O ex produtor de Hollywood, Harvey Weinstein, que em 2017 teve mais de 80 casos de assédio expostos, chegou a um acordo de US$ 44 milhões para concluir ações movidas contra ele por algumas de suas supostas vítimas e pelo estado de Nova York. A informação é do jornal The New York Times.

Ainda não se sabe se este acordo preliminar incluiria a admissão de Weinstein das acusações de abuso sexual contra ele por mais de 80 mulheres, alguma delas de estrelas como Salma Hayek, Angelina Jolie e Lupita Nyong’o.

De acordo com o jornal, dos US$ 44 milhões do acordo, 30 seriam divididos entre um grupo de reclamantes, credores de sua antiga empresa (The Weinstein Company) e ex-funcionários, enquanto o restante seria usado para cobrir as despesas legais dos sócios de Weinstein, atingidos pelos processos.

Em paralelo a este acordo civil, Weinstein enfrenta um processo criminal por crimes sexuais cujo julgamento no estado de Nova York está programado para começar em setembro.

Em 2017 Lupita Nyong’o contou ao The New York Times, sobre as várias tentativas de assédio que sofreu de Harvey Weinstein.

24.05.19

Funnyman John Oliver é bem conhecido por sua persona #nofilter, o que o torna perfeitamente adequado para sediar a gala anual da organização literária e de direitos humanos PEN America. Na noite de terça-feira, literatos inventados reuniram-se em apoio à liberdade de expressão e à igualdade e sentaram-se para jantar no Museu de História Natural de NYC. Oliver subiu ao palco para quebrar o gelo em uma noite de outra forma séria: “Este quarto, em um sentido muito real, é muito chique.” O riso que se seguiu deixou claro que o público estava feliz em tê-lo.

A multidão ficou quieta enquanto Oliver se inclinava para a parte séria de seu discurso. “Este é um momento difícil e picante para se estar vivo“, disse ele, apontando que, infelizmente, o trabalho do PEN é mais importante do que nunca. “O que nos une nesta sala é o que une todos os esforços da PEN America – a missão de celebrar a expressão criativa e defender as liberdades que tornam isso possível“.

No centro de cada mesa havia um arranjo floral modesto, com tulipas bem fechadas que ainda não tinham florescido – uma coincidência ou uma representação da censura, dependendo de como você a enxergasse. Entre os cursos, a CEO da PEN, Suzanne Nossel, convidou todos os escritores da sala para ficarem de pé e serem aplaudidos, fazendo uma malha de tecido conjuntivo entre os convidados. Foi um lembrete de quão sortudos eles estavam por estar presentes e livres e operam sem censura, intimidação ou ameaça de aprisionamento. Alguns dos homenageados da noite não estavam livres para aceitar seus prêmios: as ativistas sauditas Nouf Abdulaziz, Loujain al-Hathloul e Eman al-Nafjan estão aguardando julgamento por sua defesa dos direitos das mulheres.

Alec Baldwin, com um rosto mais sério do que muitos de nós estamos acostumados a ver, subiu ao palco para reconhecer o presidente e CEO da Scholastic, Richard Robinson, como o homenageado do editor deste ano. O vencedor do Prémio de Serviços Literários da PEN, Bob Woodward, foi apresentado pelo historiador Robert Caro. “Não importa quão famoso ou lendário ele tenha se tornado, ele nunca parou de procurar por fatos“, disse Caro sobre Woodward, conhecido por seu envolvimento na divulgação do escândalo de Watergate, além de uma prateleira de best-sellers. não-ficção.

Fechando a noite, após um leilão em que foi anunciado que US $ 2,5 milhões foram arrecadados em apoio ao PEN, foram os comentários e um prêmio que todos os convidados estavam dispostos a fazer. Lupita Nyong’o apresentou o prêmio PEN Courage Award a professora, advogada e presidente da Comissão de Hollywood para Eliminar o Assédio Sexual e a Promoção da Igualdade no Local de Trabalho, Anita Hill. Em seu discurso, Nyong’o encorajou e capacitou os convidados com um chamado à ação: “Precisamos eliminar as repercussões de falar – o medo, a reação – enquanto continuamos a lutar por um mundo em que aqueles que o fazem são atendidos. com respeito e admiração ”.

A prolífica e inspiradora Hill aceitou seu prêmio, humildemente voltando a atenção para Nyong’o e se maravilhando com seu esplendor. Hill resumiu o peso da noite com estas palavras: “Foram necessárias gerações para obter o privilégio que tenho de escrever e falar com a verdade e para falar a verdade ao poder”, disse ela. “Demorou tanto tempo e eu nunca, nunca vou desistir.

Texto traduzido por: Equipe Lupita Nyong’o Brasil

Texto original de: Vogue

19.05.19

Em outubro de 2019 Lupita Nyong’o lançará Sulwe, seu livro infantil de estreia, e a Editora Rocco trará o livro para o Brasil, porém ainda não se sabe a data de lançamento.

Sulwe conta a história de uma menina que tem problemas com a cor de sua pele, por ter a pele mais escura de sua família, porém após passar por muitas aventuras, ela descobre o quanto é bonita e passa a se aceitar da maneira que é.

Em suas redes sociais, Lupita contou que escreveu o livro com o intuito de ajudar as crianças a amarem o tom de sua pele.



Site status
Nome: Lupita Nyong'o Brasil
URL: https://lupitanyongo.com.br
Websmater: João Victor
Redes Sociais: TWITTER | INSTAGRAM
Online: 02 pessoa(s)

O Lupita Nyong'o Brasil não tem nenhum contato com a atriz ou parentes/assessores de imprensa da atriz Lupita. Somos apenas um fansite com intúito de informar os fãs sobre ela, sem fins lucrativos. Caso alguma informação/conteúdo seja retirado do site, por favor, dar os devidos créditos.
Foto Destaque