18.04.19

Dezoito meses desde que ele falou bravamente sobre a alegada tentativa de agressão sexual que ele experimentou nas mãos de Kevin Spacey quando ele tinha apenas 14 anos de idade, Anthony Rapp está indo muito bem. A estrela original de “Rent” começou um show na TV “Star Trek: Discovery” na mesma época em que o BuzzFeed publicou uma entrevista na qual detalhou o encontro de 1986 com Spacey. Em uma entrevista com o comediante Cameron Esposito em seu podcast Queery, Rapp disse que ficou comovido quando o fandom de “Jornada nas Estrelas” se reuniu em torno dele e compartilhou o que estava acontecendo em sua cabeça quando decidiu falar.

“Nenhum de nós jamais pensou que alguma coisa poderia vir de tudo isso. Nós todos apenas pensamos que teríamos que olhar para o outro lado e se dar bem. É uma mudança de paradigma tão profunda. Simplesmente não parecia possível que essas pessoas pudessem ser removidas do poder ”, disse Rapp.

Então, o que o motivou a finalmente falar? De todas as mulheres falando sobre Harvey Weinstein, uma estrela de “nós” o emocionou em particular.

Eu estava seguindo junto com as histórias de Harvey Weinstein, até certo ponto, mas eu não gostava de mergulhar nelas. … E eu ainda não fiz a conexão para mim mesmo. … Lupita Nyong’o escreveu uma obra em primeira pessoa no The New York Times sobre sua experiência com Harvey. E como eles vão, ela foi muito feliz em que ela foi capaz de evitar o pior dele, mas ela escreveu de forma tão bonita e eloquente sobre como foi a experiência para ela. … Junto com isso estava o conhecimento de que isso vinha acontecendo há décadas para tantas pessoas, e que eu sabia de fato várias pessoas em meu próprio círculo que tiveram experiências com Kevin Spacey, que era assim quando a moeda caiu, e eu tive que fazer alguma coisa. Não era sobre a minha própria experiência, não era realmente sobre arejar minha própria roupa. … Eu pensei que seria a única maneira que nós poderíamos pará-lo.

Quando nenhuma outra vítima se apresentou por alguns dias, Rapp começou a se preocupar. “Quero dizer, eu realmente não sabia que minha história era suficiente. Eu pensei – parte do que era tão poderoso sobre a coisa de Harvey Weinstein era que havia tantas histórias. Era inevitável. Você não pode escapar disso. Então, se fosse só eu, isso seria o suficiente?

Rapp disse que não esperava a rapidez com que “os dominós começaram a cair” para o vencedor do Oscar. (Apenas alguns desses dominós: o programa de House of Cards da Production on Spacey, “House of Cards”, parou antes de avançar sem ele, e seu papel em Ridley Scott “Todo o Dinheiro no Mundo” foi reformulado com Christopher Plummer .)

“Antes de tudo isso acontecer, nenhum de nós achava que esses dominós realmente cairiam”, disse Rapp. Ele havia falado com um advogado muito antes de as alegações de Weinstein atingirem o movimento MeToo, mas o advogado avisou que seu único recurso era processar Spacey por difamação, coisa que Rapp não estava interessada em fazer.

Spacey negou as acusações, emitindo uma declaração no Twitter em que ele saiu como um homem gay, um movimento que foi amplamente criticado. “A resposta inicial ainda foi incrivelmente favorável. E então a declaração, sua estranha declaração no Twitter e a revelação foi recebida com tal indignação ”, disse Rapp.

Quanto às consequências, cerca de dezoito meses depois, Rapp sente uma sensação de paz com a queda de Grace de Spacey – e as futuras vítimas em potencial que esperançosamente foram poupadas.

“Sinto-me satisfeito por ele estar no ar e não poder mais fazer isso. … Não sei em que ambiente isso poderia acontecer agora. Ele não estará em uma posição de poder em uma situação no local de trabalho, onde ele possa fazer as coisas. ”

Texto Traduzido por: Equipe Lupita Nyong’o Brasil

Texto Original: IndieWire

16.04.19

A roteirista Janine Eser (Lobola de Fanie Fourie) foi escolhida para adaptar o roteiro ao livro de memórias mais famoso de Trevor Noah, Born a Crime: Histórias de uma infância sul-africana, com a atriz vencedora do Oscar Lupita Nyong’o. Liesl Tommy, o diretor por trás da estréia de Aretha Franklin, Respeito, estrelado por Jennifer Hudson, está dirigindo Born a Crime for Paramount Players.

Nyong’o interpretará a mãe de Noah, Patricia, que serviu como uma importante figura para seu filho em seus anos de formação. Definido durante os últimos dias do apartheid e da transição para a nova África do Sul, o livro de memórias detalha a história pessoal e muitas vezes dolorosa da juventude de Noah. No centro de tudo isso está a mãe destemida de Noah, Patricia. Em 2009, enquanto voltava do serviço da igreja, Patricia foi baleada na cabeça pelo padrasto, mas sobreviveu milagrosamente.

Noah está produzindo o projeto com sua gravadora Day Zero Productions ao lado de Norman Aladjem da Mainstay Entertainment e Nyong’o através de sua Eba Productions. Derek Van Pelt e Sanaz Yamin, da Mainstay, serão os produtores executivos.

Eser, representado por Gersh, recentemente terminou de escrever um thriller político, All the Terrible Ones, para o diretor Giulio Ricciarelli e seu roteiro, Underneath, um thriller de ação produzido por David Gerson e dirigido por Robert Budreau.

Tradução feita por: Equipe Lupita Nyong’o Brasil

Texto Original: Deadline

16.04.19

O Met Gala 2019 está perto de acontecer, o evento será no dia 06 de maio, e acompanha o tema da exposição, que nesse ano é fuga ao tradicional e amor pelo exagero, baseado no ensaio Notes on Camp de Susan Sontag.

A atriz Lupita Nyong’o já foi confirmada como uma das convidadas para o evento, além disso também fará parte do comitê junto com Katy Perry e Blake Lively.

13.04.19

Hoje, 12 de abril, aconteceu o evento Star Wars Celebration que reuniu vários fãs da saga, além disso também aconteceu um painel sobre o novo filme da franquia, que contou com a presença de J.J. Abrams, diretor do novo filme, e de alguns atores.

Infelizmente Lupita Nyong’o, que retorna com sua personagem Maz Kanata, não esteve no evento.

Durante o painel foi revelado o nome do último capítulo da saga Skywalker, será Star Wars: The Rise of Skywalker, que tem estreia marcada para dezembro desse ano.

Também foi lançado o primeiro teaser do filme, confira:

11.04.19

Durante a Press Tour de Us em março, Lupita Nyong’o foi questionada em uma entrevista feita pelo E! News sobre novos projetos, a atriz disse que está trabalhando em algo novo com Rihanna, porém ainda não pode revelar nenhum detalhe do projeto.

Eu não posso te dizer absolutamente nada sobre isso”, declarou Lupita Nyong’o. Porém algumas fontes afirmam que o projeto se trata de um filme de ação protagonizado pelas duas.

05.04.19

Lupita Nyong’o assinou contrato para narrar a próxima série do Discovery Channel, Serengeti, do criador do American Idol, Simon Fuller, e dirigida pelo vencedor do Emmy, John Downer.

Serengeti, que está sendo apelidado como uma “série inovadora” pela Discovery, apresenta “acesso incomparável a um dos cantos mais intocados e intocados das planícies africanas”. A série de seis partes conta histórias reconfortantes de um elenco de vida selvagem africana ao longo de um ano e mostrará os momentos dramáticos que tornam cada dia de sobrevivência no Serengeti um feito.

Fuller e Downer trabalharam juntos no projeto por vários anos; Dizem que sua equipe usou “técnicas inovadoras de filmagem em algumas das regiões mais valorizadas da África, pintando o retrato definitivo da sobrevivência“.

O show também apresenta música original, uma vez que mostra “a beleza inimaginável da África [e] sua brutalidade igualmente implacável“. Os espectadores também verão os desafios que os animais enfrentam diariamente no Serengeti, como uma leoa tentando cuidar de seus pequenos filhotes depois de serem exilados de seu orgulho, e obterem insights sobre como a experiência animal não é tão diferente de a experiência humana.

Simon e John criaram um testemunho impressionante e único de um lugar que eu sempre amei“, disse Nyong’o, que atualmente está na telinha do filme de Jordan Peele, “Us“. “As histórias dessas lindas criaturas são universais e tenho a honra de ajudar a levar o público em sua jornada“.

Serengeti é feito por XIX Entertainment e John Downer Productions (Earthflight, Spy in the Wild) de Fuller, que tem uma abordagem mais subjetiva do que o tradicional para o cinema documentário, a fim de ficar mais perto da “vida emocional” dos animais. O show foi encomendado pela BBC One por Tom McDonald, chefe de comissionamento, história natural e especialista em fatos.

Serengeti é uma co-apresentação entre Discovery e BBC e distribuída internacionalmente pela BBC Studios. O vencedor do Emmy, Fuller, que criou a série, também é produtor executivo, juntamente com Downer.

Disse Fuller: “Lupita traz pura magia para Serengeti; sua sensibilidade e paixão pela natureza brilha em cada palavra que ela fala. Estamos muito orgulhosos de estar trabalhando com um artista tão extraordinário neste programa que significa muito para nós.”

Nancy Daniels, diretora de marca da Discovery and Factual, acrescentou: “Estamos entusiasmados e honrados por ter Lupita se juntando a este novo projeto revolucionário de Simon e John. Sua voz é certa para transportar os espectadores para as planícies do Serengeti destacando suas histórias por gerações.

Texto traduzido por: Equipe Lupita Nyong’o Brasil

Texto Original de: The Hollywood Reporter



Site status
Nome: Lupita Nyong'o Brasil
URL: https://lupitanyongo.com.br
Websmater: João Victor
Redes Sociais: TWITTER | INSTAGRAM
Online: 02 pessoa(s)

O Lupita Nyong'o Brasil não tem nenhum contato com a atriz ou parentes/assessores de imprensa da atriz Lupita. Somos apenas um fansite com intúito de informar os fãs sobre ela, sem fins lucrativos. Caso alguma informação/conteúdo seja retirado do site, por favor, dar os devidos créditos.
Foto Destaque